O que é Automação Comercial
A Automação Comercial consistem em migrar os processos manuais e rotinas de trabalho de uma organização para dentro de um Sistema de Gerenciamento de Informações [Software]. O gerenciamento automatico de informações permite à Empresa administrar seus dados, minimizar erros de controles, melhorar o atendiemento aos seus Clientes e realizar as tomadas de decisões com mais segurança, rapidez e comodidade, alem de se adequar às exigencias do Fisco Municipal, Estadual e Federal.

Como planejar a Automação do seu Negócio
Para obter sucesso com um Projeto de Automação é necessário que o empresário tome alguns cuidados, e que se comprometa com todo o processo. Recomenda-se organizar o projeto em três fases: Planejamento

Nesta fase identificamos as necessidades da empresa, tanto gerenciais como operacionais, definimos quem somos e onde pretendemos chegar com a automação. É importante investir um tempo maior no planejamento do projeto, pois estaremos idealizando o cenário, atividades e expectativas a serem atingidas com a implantação da automação. Preparação

Ao final desta fase você deverá ter definido o sistema de codificação e os novos processos de trabalho, além do preparo das instalações físicas para receber os equipamentos de automação. Deverá estar pronto para treinar e motivar o seu pessoal. Implantação

O sucesso desta etapa depende única e exclusivamente do bom desenvolvimento das etapas anteriores, ou seja, se as tarefas anteriores foram realizadas de uma forma cuidadosa e detalhista, menos problemática será a implantação da automação. Nesta fase, logo de início é necessário comunicar aos clientes e fornecedores sobre a implantação dos novos procedimentos, até como uma forma de divulgação das melhorias que serão alcançadas pela automação. Após a implantação, será necessário diagnosticar e corrigir os problemas dos procedimentos adotados com relação às ferramentas utilizadas.

O que é a Nota Fiscal Eletrônica [NFe] e a quem compete usa-la
A Nota Fiscal Eletrônica tem como objetivo a implantação de um modelo nacional de documento fiscal eletrônico para a substituição da sistemática atual de emissão do documento fiscal em papel que atualmente acoberta as operações com mercadorias entre empresas (modelos 1 e 1-A), reduzindo custos, simplificando as obrigações acessórias dos contribuintes e permitindo, ao mesmo tempo, o acompanhamento em tempo real das operações comerciais pelo Fisco. Para saber se a sua Empresa compete em usa-la, consulte a sua Contabilidade Fiscal.

O que é a Nota Fiscal Eletrônica [NFc-e] e a quem compete usa-la
É a Nota Fiscal Eletrônica de Venda ao Consumidor Final, que tem o objetivo de criar uma alternativa totalmente eletrônica para o controle e fiscalização da venda de grandes varejistas para o consumidor final. Ela visa ser uma alternativa aos documentos fiscais mais utilizados no varejo, em substituição do (ECF) Emissor de Cupom Fiscal e Nota Fiscal modelo 2. Com a NFC-e, as secretarias de fazenda receberão as informações da nota fiscal no mesmo instante em que ela é gerada. Tal fator ajuda a diminuir o tempo gasto na vistoria das máquinas pelo fisco de cada Estado. Para saber se a sua Empresa compete em usa-la, consulte a sua Contabilidade Fiscal.

Qual o investimento para o seu pequeno Negócio
No intuito de ajudar a decifrar dúvidas quanto ao processo de automação do seu estabelecimento e, sobre tudo, mostrar que automatizar é muito mais do que substituir a antiga caderneta por um computador, criamos esta área especial. Nós trabalhamos na implantação de soluções de automação de sua loja para que você fique livre para fazer o que você mais sabe "Vender". Mas se a sua duvida é quanto vou gastar para automatizar a meu pequeno negócio, fique tranquilo com um pequeno investimento você já consegue automatizar 100% dos processos de venda da sua loja! Vamos dividir em duas partes;

1 - Software:

Um aplicativo de Gerenciamento de dados frente e retaguarda para controle das vendas, financeiro e estoques
2 - Hardware:

01-Microcomputador
01-Emissor de Nota Fiscal Eletrônica
01-Leitor de Código de Barras


Com isto você já estará apto a gerenciar seu Negócio e efetuar vendas emitindo Notas Fiscais Eletrônicas.
Quero receber agora mais informações de automação comercial [clique aqui]


O que é o TEF e a quem compete usa-lo
O TEF (Transferência Eletrônica de Fundos) é uma solução disponibilizada aos estabelecimentos comerciais para a realização de vendas de bens ou serviços através de meio de pagamento eletrônico integrado a solução de automação comercial da loja.

O que é Tef dedicado e Tef discado?
O TEF Dedicado permite manter um canal direto com as Redes Autorizadoras proporcionando agilidade e rapidez no tráfego das informações. Ele é indicado para empresas que são redes de lojas e que possuem alto volume de transações. Comumente são utilizados conexões X25, porém, ultimamente também podem ser utilizados as conexões TCP/IP. Outra opção é a utilização do TEF Discado, solução disponibilizada através da conexão discada (utiliza linha telefônica convencional). Atende à demanda para estabelecimentos comerciais cuja relação custo/benefício não justifique a adoção da solução TEF Dedicado. Para utilização da solução TEF é necessário que o estabelecimento tenha disponibilizado: micro computador, uma conexão de dados X.25 ou TCP/IP, equipamento PIN PAD, impressora de Notas Eletrônicas e uma solução de automação comercial homologado. Com a integração da solução TEF com a Automação Comercial, a emissão do comprovante de pagamento da venda efetuada com cartão de crédito ou débito é realizada por meio de Impressora de Nota Eletrônica devendo o comprovante estar vinculado ao documento fiscal emitido na operação ou prestação respectiva. O TEF compete a ser utilizado por todos os estabelecimentos que realizam vendas por meio de creditos eletrônicos [Cartões de Creditos/Debitos].

Qual e como adquirir o seu Certificado Digital
O Certificado Digital é o documento eletrônico que garantirá a autenticidade da emissão das notas fiscais eletrônicas emitidas pela sua empresa dentre outras utilidades. Se sua empresa ainda não possui um Certificado Digital, deverá adquiri-lo junto a uma Autoridade Certificadora. A SEFAZ aceita os certificados do tipo A1 (arquivo) ou A3 (cartão ou token). Verifique com o fornecedor o modelo mais adequado para sua empresa. O Certificado da matriz é válido para todas as suas filiais no país.

Certificado Digital A1 - Arquivo Digital de computador válido por 1 Ano. POSSIBILITA ser replicado e instalado em mais de 1 (uma) estação (microcomputador) sendo este o mais indicado para a utilização de emissão de notas fiscais eletrônicas em ambiente de REDE DE COMPUTADORES, ou seja todas as estações (microcomputadores) podem ser responsáveis pelas emissões das notas fiscais eletrônicas.

Certificado Digital A3 - Arquivo Digital em Cartão Magnético ou Token válido por 3 Anos. NÃO POSSIBILITA ser replicado e instalado em mais de 1 (uma) estação (microcomputador). Para a emissão de documentos fiscais em ambiente de REDE DE COMPUTADORES deve-se possuir 1 (um) certificado A3 para uma de cada estaçôes que forem realizar as emissões de notas fiscais eletrônicas. Com este cenário o Certificado A3 torna-se viavel apenas para às automações em que 1 (um) microcomputador realize as emissões das notas fiscais eletronicas.

A DZM Sistemas recomenda a utilização do CERTIFICADO DIGITAL A1. Para maiores informações sobre a aquisição consulte a sua Contabilidade Fiscal.



Quais as etapas da instalação de um Sistema e como receber o Treinamento e Suporte Técnico


Quais as etapas da instalação de um Sistema e como receber o Treinamento e Suporte Técnico Para a implementação dos nossos Sistemas de Gerenciamento elegemos aqui as 5 principais etapas.

1 - Instalação
Para o inicio dos procedimentos serão realizadas as instalações dos aplicativos remotos no servidor do usuário e na sequencia iniciado remotamente [online] a checagem do sistema operacional, estabilidade e capacidade do Servidor para receber a instalação do Sistema de Gerenciamento. Após o parecer positivo da checagem e/ou correções necessárias realizadas nestes pontos, inicia-se a instalação do Sistema de Gerenciamento.

2 - Parametrização
Neste momento, ainda de modo remoto [online], serão criados as definições e parâmetros necessários a serem introduzidos no Sistema, tais como, a inserção dos dados de sua Empresa, criação dos usuários e senhas de acesso, instalação dos módulos de impressão de notas fiscais eletrônicas a serem utilizadas, liberação dos módulos contratados e demais conjuntos de informações pertinentes da sua automação. Ainda na faze de parametrização, ocorrerá a migração dos dados de outros Sistemas para o Sistema DZM [Caso Haja]. Somente neste ponto em especifico poderão ser exigidos um tempo estimado entre 5 a 10 dias levanto em consideração a quantidade e o formato das informações a serem exportadas.

3 - Introdução ao Sistema e Treinamentos iniciais de Cadastros
A partir deste momento você será inserido no nível “ACOMPANHAMENTO DE CONTRATO”, onde acompanharemos todas as etapas dos treinamentos passando pelos treinamentos iniciais de cadastros até a adaptação satisfatória das operações e do gerenciamento do Sistema. Nesta etapa, o usuário recebera de forma remota [online] os treinamentos de acesso ao sistema, Criação de cadastros de Produtos, Marcas, Grupos e Subgrupos de Produtos, Criação de Planos de Contas, Criação das Formas de Pagamentos de suas Vendas, Criação dos Cadastros de Fornecedores, Clientes, Funcionários e demais informações que demandem no gerenciamento do seu negócio. É importante salientar que tais informações ainda que realizadas pelo usuário ainda pertencem a etapa de PARAMETRIZAÇÃO do sistema pois antecedem às operações de gerenciamento, em especial a base de dados dos produtos e clientes que faz-se necessária uma atenção peculiar pois interfere diretamente nas emissões das notas fiscais eletrônicas e consequentemente nas gerações dos arquivos magnéticos fiscais. Para o cumprimento desta etapa, será criado um cronograma entre o suporte e o usuário para a definição das prioridades das informações a serem introduzidas no Sistema.

4 - Treinamento de Operações e Gerenciamento
Ao finalizar a Parametrização dos dados, iniciaremos os treinamentos de Operações e Gerenciamento que consiste em adaptar o usuário às rotinas do sistema, tais como, realizar suas vendas, realizar os fechamentos de caixas, importar as notas de compras, gerenciar seus estoques, apurar sua lucratividade, consultar relatórios, realizar a emissão das notas fiscais eletrônicas e demais procedimentos que demandarem para o gerenciamento do seu negócio. Devido ao alto volume destas informações será criado um cronograma onde o usuário ira elencar suas prioridades de treinamentos nas quais poderão ser ministrados de forma remota [online] ou presencial.

5 - Acompanhamento e Suporte Periódicos
Neste momento definimos que o usuário já esteja operando o sistema de forma satisfatória, transferindo-o do nível de “ACOMPANHAMENTO DE CONTRATO” para a o nível de “CHAMADA PREVENTIVA”, onde faremos contatos em intervalos de 2 (dois) meses a fim de descobrir alguma necessidade momentânea. Aliado a isto o usuário deliberará os contatos com o suporte a qualquer momento a fim de solicitar novos gerenciamentos, novos treinamentos para sua equipe e suporte técnico corretivo. Será definido entre o suporte e o usuário o modelo do atendimento podendo ser remoto [online] ou presencial levando-se em consideração o tipo de intervenção a ser realizada. Lembramos que não há “limites de chamadas para o suporte técnico”, ou seja, estaremos sempre ao seu lado, para acompanhar e lhe assegurar o bom funcionamento do seu Sistema de Gerenciamento, deixando você se preocupar apenas com o que mais sabe fazer, Vender!



Preços Especiais Para Novas Adesões
Instalação, Treinamento e Suporte Técnico Remoto. Conectados a você onde você estiver!
Solicitar Proposta